Ministério de Musicas

Como ser Ministério de Música? Qual o primeiro passo nessa direção?

Resposta:

O desejo de ser um ministério de música é um grande passo para se chegar lá. As pessoas que tocam ou cantam em missas, encontros e outros fins de evangelização não podem ser apenas músicos têm que ser ministros, ou seja, precisam ministrar a graça de Deus através do tocar ou cantar e isso só se dá à medida que tal músico (vocalista, instrumentista) se consagra a Deus e tem como princípio básico uma vida de oração.

Todo o alicerce de um ministério de música consiste em uma verdadeira vida de oração individual e coletiva. O grupo precisa ensaiar para tocar, mas mesmo antes de ensaiar é preciso que este grupo vivencie o poder de Deus e seu amor incondicional juntos em momentos de oração e adoração.

Tanto na música como no ministrar da Palavra o que vale e fica é o que se passa de vivência própria, por isso um músico pode ser tecnicamente excelente mas se não viver a experiência de Deus através do seu tocar ou cantar não estará ministrando, e sim tocando.

É fundamental a participação nos Sacramentos, o estudo da liturgia para poder animar a Santa Celebração não apenas com beleza musical mas com coerência litúrgica e principalmente com unção, a meditação e leitura da Palavra de Deus e a decisão firme em ser um ministro de música de Deus.

O Ministério de Música é a linha de frente de um batalhão e os membros de um Ministério de Música precisam saber que como soldados de linha de frente eles têm que estar bem armados.

O primeiro passo então é saber se este grupo deseja realmente ser um Ministério de Música e não apenas tocadores ou cantores. Daí para frente é preciso uma caminhada; ler bons livros, ouvir palestras, participar de encontros direcionados a músicos (Acampamento de Oração para Músicos na Canção Nova e tantos outros), buscar formação doutrinária e espiritual e acima de tudo, vigiar sempre para não cair no pecado da vaidade e para que impere no grupo e em cada um o dom da humildade.

Também não se pode esquecer da parte técnica para aprimoramento no nível musical, o que requer estudo e disciplina. Para Deus devemos dar o nosso tudo, ainda que o nosso tudo não seja o melhor. O importante é o desejo e a decisão de verdadeiramente ser de Deus e por Deus.